top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Alpine e o novo projeto que visa mulheres na Fórmula 1

Nesta quinta-feira (30), a Alpine F1 Team anunciou seu novo programa ‘Rac(H)er’, o qual consiste na igualdade de gênero no automobilismo e na indústria automotiva.


Por: Carla Zapelini, Setorista.


Foto: Divulgação/Alpine F1 Team

Visando mais oportunidades para as mulheres em todos os setores da empresa - tendo apenas 12% do seu quadro de funcionários composto pelo sexo feminino atualmente enquanto a equipe de F1 contém apenas 10% de representação feminina -, o objetivo da equipe até então seria que esses números aumentem em cinco anos para 30% de acordo com o fabricante. Além disso, a pretensão é de que a empresa seja 50-50 (50% de vagas para homens e 50% de vagas para mulheres).


A Alpine promete monitorar todo o processo das jovens desde o Kart até a Fórmula 2, as preparando para um nível competitivo até a chegada na Fórmula. O programa estará oferecendo treinamentos de corrida, orientação psicológica, treinamentos físicos e avaliações para as jovens escolhidas.


Abbi Pulling e Aseel Al Hamad, as primeiras mulheres a guiar um carro da F1 na Arábia Saudita (Foto: Reprodução/Dom Romney)

Laurent Rossi, CEO da Alpine, comentou sobre o programa:


“Nosso papel, como equipe de Fórmula 1 e marca do Grupo Renault, é nos comprometermos a tornar nosso ecossistema mais inclusivo e fazer da diversidade nossa força. Estamos cientes da necessidade de uma profunda transformação tanto do esporte quanto da indústria, para que todos os talentos possam florescer no futuro. Ao lançar o ‘Rac(H)er’, este programa de transformação de longo prazo, esperamos contar com a adesão de todos os players do setor, porque só unidos poderemos avançar de verdade e esse seria o nosso verdadeiro sucesso."
bottom of page