top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Após punição controversa na Austrália, Ferrari foi convocada pela FIA a comparecer em uma audiência

Após uma forte onda de pedidos para a revisão da penalidade de Carlos Sainz em Melbourne, a equipe será ouvida nesta terça-feira.


Por: Maria Eduarda Lima, Setorista.


Foto: Divulgação/Scuderia Ferrari

No Grande Prêmio da Austrália, o qual ocorreu no primeiro domingo (2) do mês, o piloto espanhol Carlos Sainz terminou a caótica corrida em 4° lugar, mas acabou tomando uma punição de 5 segundos. Dita penalidade lhe foi dada após um toque com Fernando Alonso, logo depois da última relargada da prova.


Uma nota dada pelos comissários alguns dias depois, confirmou que eles receberam uma carta de Nikolas Tombazis - diretor de monolugares da FIA - com um anexo no qual constava a petição da Ferrari em relação à punição dada em Melbourne.


No documento, a escuderia italiana pedia que os comissários considerem tal solicitação. No momento do acontecimento, o piloto chegou a gritar e questionar no rádio o porquê da punição. Já no cercado separado para a imprensa, um jornalista perguntou para Carlos quais eram os sentimentos com tudo aquilo, ao que ele respondeu:


“Oh, desculpe. No momento, não posso falar. Estou com muita raiva, muito desapontado também... Simplesmente não consigo dizer nada.”

Tanto os representantes da Ferrari quanto Sainz deverão comparecer à audiência virtual que acontecerá nesta terça-feira (18) para revisar as novas evidências que o time apresentará.








Comentarios


bottom of page