top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Chega ao fim a parceria entre McLaren e Gulf Oil

Tanto a equipe de Woking quanto a marca decidiram não renovar o seu vínculo para 2023.


Por: Mel Ribeiro, Setorista.


Foto: Divulgação/McLaren

Tendo criado uma parceria desde 1968 com a icônica marca Gulf Oil, a McLaren provocou uma grande agitação em meados de 2020 quando decidiram renovar o vínculo histórico. Desde o GP da Inglaterra de dita temporada, a equipe passou a carregar as famosas cores azul e laranja da empresa como parte de um acordo que incluía sua marca de supercarros.


Embora o acordo tenha gerado frutos e chegado ao ápice em Mônaco 2021 com a pintura sob medida utilizada pelo time de Woking, tanto a escuderia inglesa quanto a marca norte-americana decidiram colocar um ponto final - por enquanto - na parceria.


“Nosso relacionamento de longa data com a Gulf tem destaque ao longo da história da McLaren Racing. Tivemos tantos momentos icônicos juntos, incluindo nossa celebrada pintura de Mônaco em 2021. Embora isso pareça um ponto final natural para a parceria, sempre há espaço para receber de volta velhos amigos, como fizemos anteriormente", disse Zak Brown, CEO da McLaren.

“Estamos extremamente orgulhosos do que conquistamos com a McLaren durante nossa parceria histórica. Embora tenhamos compartilhado muitos momentos incríveis, incluindo a icônica pintura de Mônaco e nossas coleções de mercadorias sob medida esgotadas, a verdadeira recompensa veio de nos envolvermos com a paixão incomparável dos fãs e colocá-los no centro de tudo o que fizemos. Vamos olhar com muito carinho para todas as memórias que fizemos e estamos entusiasmados com o que o futuro nos reserva", comentou Mike Jones, CEO da Gulf Oil.

O logotipo da empresa tornou-se extremamente conhecido no meio do automobilismo ao longo dos anos, chegando até mesmo a aparecer no filme 1971 Le Mans.

Comments


bottom of page