top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

"Cometemos um erro, talvez dois" diz a Ferrari após estratégia com Leclerc em Mônaco dar errado

Após dois pit stops que deram completamente errado, Charles Leclerc viu o sonho de vencer em casa ir de 100 a zero muito rápido. Fazendo um mea culpa pelo ocorrido em Monte Carlo, a Ferrari admitiu ter errado nas estratégias que lhe custaram ao monegasco a vitória.


Foto: Divulgação/Scuderia Ferrari

Charles Leclerc conquistou a pole position na última etapa disputada e, como todos sabemos, é muito raro que quem conquista a pole no circuito de Mônaco não vença a corrida. Porém, a escuderia italiana conseguiu acabar com a vitória do seu piloto após realizar estratégias falhas.


Leclerc liderava com pneus de chuva até o momento em que foi aos boxes na volta número 18 para colocar intermediários. Em contrapartida, Sainz, seu companheiro de equipe, foi insistente em mudar os pneus de chuva para compostos de pista seca. Com 21 voltas realizadas, o pesadelo em Monte Carlo começou para Leclerc quando o espanhol da Ferrari liderava e ele estava em terceiro. Embora a "zica" de não finalizar uma corrida em casa tenha ido embora, não foi o suficiente para salvá-lo do que viria depois.


Na volta 21, a equipe chefiada por Mattia Binotto decidiu fazer uma parada dupla, porém chamou Carlos primeiro e ele saiu rápidamente dos boxes com compostos duros. Do outro lado da moeda, Charles demorou no pit, voltou na quarta colocação e ouviu sua equipe ordenar que ficasse na pista quando ele já estava indo em direção aos boxes. Claramente, a irritação do monegasco não foi escondida no rádio com a equipe.


Em entrevista, Binotto reconheceu o erro e lamentou o acontecido.


"Cometemos um erro, talvez dois. Tínhamos que deixá-lo na pista para defender a liderança e depois ir direto para os pneus de pista seca. Estes são eventos que podem acontecer e, se nos deixarem mais fortes, é bom que aconteça. Sinto muito pelo que aconteceu, significa que cometemos um erro básico. Um piloto que larga em primeiro e termina em quarto... Há coisas a serem revistas."

Inaki Rueda, diretor de estratégias da Ferrari, explicou o plano inicial para Leclerc e comentou o que causou a confusão com os pit stops.


"Cometemos dois erros com Charles. O primeiro foi cobrir Pérez, tínhamos um maior distanciamento e pensamos que seria fácil, Charles estava a mais de dez segundos e pensamos que essa margem seria reduzida porque Sergio, com pneus intermediários, era muito mais rápido que Charles. Quando fizemos nossa parada, vimos o intervalo diminuir e indicamos que Charles sairia um segundo antes de Pérez. O que não esperávamos era que Pérez fosse nove segundos mais rápido no geral naquela volta. [...] Queríamos colocar pneus de pista seca nos dois carros enquanto tentávamos manter Carlos na liderança. Pensamos: 'Vamos deixar Charles na frente de Pérez para que possamos fazer uma dobradinha'. Como a diferença entre nossos carros era de 5 segundos, consideramos um pit stop duplo confortável e com margem de 6 segundos; 5 segundos e meio poderiam ser suficientes. Mas à medida que se aproximavam dos boxes, a diferença entre Carlos e Charles diminuiu para apenas três segundos e meio. Tentamos dizer a Charles para ficar na pista, mas era tarde demais."

Charles Leclerc é o vice-líder do campeonato com 116 pontos e a Ferrari é vice-líder do Mundial de Construtores com 199 pontos.

Comments


bottom of page