top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Fórmula 4 Brasileira

Com o intuito de preencher a lacuna entre a migração do kart para o monoposto, a F4 chegou ao Brasil com certificação da FIA trazendo o mesmo padrão do que há de mais moderno na categoria ao redor do mundo, além de dar 12 pontos para a superlicença do campeão.


Por: Alini Chaves, Setorista.


Foto: Reprodução/Band.uol.com

O grid da categoria conta com 4 equipes e 16 pilotos. A distribuição dos pilotos entre as equipes foi feita em uma espécie de "draft" realizado em Interlagos.


A F4 brasileira é organizada pela Vicar, a mesma empresa que organiza a Stock Car e por esse motivo as corridas são nas mesmas datas e locais que as da Stock durante as 6 etapas previstas para a categoria.


O final de semana da categoria é composto por dois treinos livres (40 minutos cada) e classificação (20 minutos) na sexta-feira, corrida 1 (25 minutos + 1 volta) e corrida 2 (18 minutos + 1 volta) no sábado e a corrida 3 (25 minutos + 1 volta) no domingo.


Referente a largada, é utilizada a largada parada como nas categorias da F3, F2 e F1. A definição do grid para a corrida 1 é através da segunda volta mais rápida do treino classificatório. Já na corrida 2 é feita a inversão da posição dos 8 primeiros colocados e manutenção das posições de chegada do nono colocado em diante. Para a corrida 3, valerá a volta mais rápida obtida no treino classificatório.


Sobre o sistema de pontuação, os 10 primeiros colocados pontuam nas corridas 1 e 3 e a pontuação vai de 25 à 1. Na corrida 2, apenas os 8 primeiros marcam pontos e a pontuação vai de 15 a 1.


A volta mais rápida também vale pontos. No classificatório, ela vale 2 pontos e a volta mais rápida de cada corrida vale 1 ponto.





Comments


bottom of page