top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Fumaça preta e fim de corrida: o que aconteceu com Verstappen na Austrália?

O abandono logo no começo da quinta volta emitiu um alerta para o atual campeão.


Por: Júlia Arruda, Setorista.


Foto: Reprodução/Scott Barbour

Para a alegria de grande parte do grid, a sequência imbatível de vitórias de Max Verstappen foi interrompida precocemente na temporada de 2024 da Fórmula 1. Sendo o primeiro abandono na categoria dos últimos dois anos, o holandês teve sua sequência de 43 gps concluídos encerrada no Grande Prêmio da Austrália. 


Logo no início da prova, Max já demonstrou estar com problemas no carro. Largando da pole, o piloto não manteve a tradicional vantagem para o segundo piloto e viu Carlos Sainz chegar cada vez mais perto. Assim que abriu a segunda volta, o espanhol da Ferrari o ultrapassou e o drama do holandês só começava. 


Na volta quatro, uma fumaça preta tomou conta do RB20 escurecendo a pintura tricolor. Os freios do carro pegaram fogo e Verstappen foi caindo rapidamente da segunda posição até a última, arrastando o seu carro até os boxes. Assim que abriu a quinta volta, as chamas já eram visíveis e o piloto abandonou a corrida.


"Meu freio traseiro direito ficou travado desde o momento em que as luzes se apagaram, então as temperaturas continuaram aumentando até o ponto em que ele pegou fogo. A temperatura estava aumentando cada vez mais, então ele simplesmente passou a funcionar como um freio de mão. Mas, é claro, eu não sabia o que estava acontecendo. Achei que o problema era o desbalanceamento do carro. (A equipe) pôde ver o que estava acontecendo, mas não sabem o que causou isso", contou o tricampeão.

Coincidência ou destino?


Com o abandono de Max, Sainz se manteve na liderança até o fim conquistando a terceira vitória em sua carreira, sendo essa a primeira de 2024. Curiosamente, foi Carlos quem acabou com a sequência de vitórias de Max tanto na temporada de 2023, no GP de Singapura, quanto na temporada atual, no GP da Austrália. Falando em Austrália, o último abandono de Verstappen foi na mesma etapa, há dois anos, na temporada de 2022. Na ocasião, um vazamento de óleo do motor foi o motivo do abandono. 


"Tivemos muitas corridas boas consecutivas, muita confiabilidade. Mas eu sabia que chegaria o dia em que teríamos que abandonar e, infelizmente, esse dia foi hoje. Mas tivemos uma sequência muito boa de dois anos, o que já é impressionante", apontou o piloto.






Comentarios


bottom of page