top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Haas e a busca por patrocínio

O chefe da equipe afirmou em entrevista que está analisando potenciais novos patrocinadores para o time.


Por: Giselly Horta, Setorista.


Foto: Reprodução/LAT Images

Desde que a Haas anunciou o fim da parceria com a Uralkali, empresa do pai de Nikita Mazepin - ex-piloto da equipe americana - devido às sanções da União Europeia frente a guerra na Ucrânia, a equipe ficou sem patrocinador principal. Em entrevista ao GFFans, Guenther Steiner, chefe do time, afirmou que a escuderia está buscando meios para ultrapassar os prejuízos financeiros do fim da parceria, e um dos pontos que possibilitou o interesse de possíveis parceiros é a pontuação do time no campeonato, o qual hoje ocupa a sétima posição com 34 pontos.


“Honestamente, quero dizer que você não tem muitas empresas dispostas a investir, mas tivemos conversas muito boas e está progredindo muito bem. Espero que, se tudo correr bem no próximo mês ou dois, possamos anunciar algo”, comentou Guenther.

Steiner falou também sobre a chegada de Kevin Magnussen à equipe após a saída de Mazepin, e de todo o momento difícil que passaram em função disso.


"Fomos chutados nas nossas ‘bolas’ basicamente, mas ainda estamos de pé, e indo fortes. As pessoas acreditam nisso. Eles sabem que podemos fazer melhor do que estamos fazendo agora”, afirmou o italiano.

São 7 pontos os que separam a Haas da AlphaTauri no campeonato, sendo seguidas pela Aston Martin e

Williams. Apesar das dificuldades quando comparado à temporada de 2021 - na qual a equipe americana terminou em último lugar do campeonato com zero pontos - o otimismo de Steiner é justificável.


“Acho que no final sairemos melhores, porque estamos marcando pontos”, concluiu.

Comments


bottom of page