top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Helmut Marko define Yuki Tsunoda como “filho problemático” para a Red Bull

Ex-piloto e consultor da equipe austríaca revelou que contratou um psicólogo para que o japonês consiga lidar com suas emoções e melhorar seu desempenho.


Por: Júlia Arruda, Setorista.


Foto: Reprodução/Motorsport

Assim que estreou na Fórmula 1, Yuki Tsunoda recebeu investimentos da Red Bull por estar na sua “equipe B”. O piloto japonês foi inclusive realocado em Faenza, cidade sede da fábrica da AlphaTauri. Com a pressão e o estresse da chegada na mais alta categoria do automobilismo, Tsunoda sofreu no começo com a adaptação, mas em seu segundo ano na categoria já demonstrou evolução.


A forma com que Tsunoda comunica-se com a equipe revelada pelos rádios divulgados, acabam por fazer com que as pessoas o rotulem como “agressivo” ou até “grosseiro”. No GP de Silverstone, que ocorreu no último final de semana, o piloto japonês colidiu com seu companheiro de equipe, Pierre Gasly, e demonstrou irritação pelo rádio no momento do incidente. Posteriormente, admitiu-se culpado e pediu desculpas para Gasly e toda a equipe.


Em seguida, Helmut Marko, consultor da Red Bull, disse em entrevista ao site alemão Motorsport-Total que contratou um psicólogo para acompanhar o piloto e chegou a defini-lo como “filho problemático”:



“Graças a Deus Max está calmo, nosso filho problemático é Tsunoda. (...) Nós contratamos um psicólogo para trabalhar com ele, porque ele continuou reclamando pelos cantos (após o acidente), e isso afeta o desempenho”, acrescentou.


Na Press Conference realizada na última quinta-feira (07), Tsunoda revelou que uma de suas dificuldades é o estresse mental durante a corrida e expressou contentamento em estar com o apoio psicológico.



“Sim, eu já estava trabalhando com o outro psicólogo da Fórmula 2. Estou muito feliz... Fiquei muito feliz trabalhando com ele e também ele foi parte da razão pela qual fui capaz de subir para a Fórmula 1. (...) Eu acho que definitivamente uma das limitações é que eu começo a ficar superaquecido, especialmente meu cérebro, no carro”.

Yuki também revelou que os incidentes no GP da Inglaterra ficaram no passado, e espera ter resultados positivos no Red Bull Ring, circuito da Áustria.


“Estou feliz por podermos correr novamente depois de apenas alguns dias para deixar a corrida de Silverstone para trás. Não pude fazer nada sobre a colisão após a largada e depois, infelizmente, tive o incidente com Pierre. Discutimos isso em equipe e agora seguimos em frente”, desabafou Tsunoda.






Comments


bottom of page