top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Jornal britânico indica que diferenças entre a Liberty Media e a FIA pioraram após GP de Mônaco

Atualizado: 4 de jun. de 2022

Segundo o jornal britânico "The Guardian", a Liberty Media - dona da Fórmula 1 - não está feliz com as atitudes e decisões tomadas pelo atual presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem.


Foto: Reprodução/FIA

O GP em Monte Carlo foi recheado de polêmicas , as quais iniciaram com o atraso da largada por conta da chuva que caía em Mônaco. A decisão de atrasar o começo da corrida não apenas deixou descontentes os fanáticos como também os pilotos, os quais questionaram bastante a escolha da entidade.


Segundo a Liberty Media, a FIA estaria "prejudicando o desenvolvimento do esporte e sua popularidade". Vale ressaltar que, recentemente, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo foi contra o acordo - unânime - da F1 e das equipes da categoria para aumentar a quantidade de Sprint Race na próxima temporada. Obviamente, tal decisão não foi bem recebida pelas escuderias.


Contudo, os problemas não terminam por aí, posto que a regra imposta de que os pilotos não podem usar joias ocasionou outra discussão entre a FIA e os pilotos. As atitudes da Federação e de Sulayem tem provocado um grande desgosto e irritação tanto na Fórmula 1 quanto nas equipes e o mandato de Mohammed apenas começa, já que ele assumiu o cargo em dezembro substituindo Jean Todt.


Commentaires


bottom of page