top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Mudança no protocolo de prevenção da Covid-19 não permite Rosberg no paddock

Em 2021, um PCR negativo era o suficiente para ter acesso aos circuitos, porém, com a mudança protocolar desse ano a vacinação tornou-se obrigatória e o ex-piloto da Mercedes não está vacinado contra a doença.


Foto: Divulgação

Rosberg tem realizado as transmissões da Sky Sports desde sua casa em Mônaco e não mais nos circuitos, e tal coisa tem chamado muito a atenção da audiência. O fato é que, com a mudança no protocolo de prevenção, o campeão mundial teve sua entrada ao paddock banida.


Anteriormente, apenas um teste de PCR negativo era o suficiente para ter acesso. Contudo, agora as regras mudaram e a F1 determinou que pilotos, funcionários de equipes e convidados devem estar devidamente vacinados, sem isenção.


Nico esteve infectado pela Covid-19 e disse que não está vacinado por recomendação médica, já que obteve bons anticorpos. Todavia, não é o suficiente para poder continuar tendo acesso ao paddock - um privilégio que ele já tem de por vida por ser um campeão mundial.


"Eu me recuperei bem da doença e tenho bons anticorpos. Eu também faço testes regulares de anticorpos. Nessas circunstâncias, meu médico me avisou que a vacinação não faria absolutamente nenhum sentido", explicou Rosberg a um canal alemão.

Os representantes do ex-piloto emitiram um comunicado ao site Planet F1, no qual citaram os anticorpos e ressaltaram que ele segue todas as medidas de prevenção.


"Nico Rosberg se recuperou de uma infecção por coronavírus e atualmente possui um certificado de recuperação. Ele tem seus níveis de anticorpos testados regularmente e, por recomendação de seu médico, atualmente não precisa de vacinas. Além disso, continua cumprindo todas as medidas de higiene e precaução necessárias. Ele continua a cumprir seus deveres como comentarista."

Comentarios


bottom of page