top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Red Bull diz que Pérez fez “grande trabalho”, mas lamenta falta de pódio duplo em Silverstone

A equipe austríaca diz estar satisfeita com o bom carro que levou para a Inglaterra, mas lamenta a falta de seus dois pilotos no pódio após problemas durante a corrida.


Por: Alini Chaves, Setorista.


Foto: Reprodução/F1Chronicle

Em uma corrida que ficou marcada por um grande acidente, a Red Bull teve problemas em seus dois carros no último domingo (03). O piloto Sergio Pérez teve um dano em sua asa traseira logo na largada, mas conseguiu fazer uma corrida de recuperação terminando em segundo lugar. Já Max Verstappen não conseguiu replicar o feito do mexicano terminando sua corrida em sétimo lugar, após passar por cima de detritos na pista que resultaram em problemas em seu assoalho.


Chegar até o segundo lugar não foi uma tarefa fácil para Pérez, o piloto alegou estar com problemas no pescoço depois da batida que sofreu no Canadá. Além disso, o piloto da equipe austríaca precisou segurar Lewis Hamilton e Charles Leclerc na parte final da corrida.


“Foi um grande retorno. Não desistimos e continuamos pressionando. Estávamos pressionando no final e foi uma grande luta com Charles e Lewis. Foram voltas finais épicas. Uma boa luta entre nós”.

“Tenho alguns problemas no pescoço que estava me sentindo muito mal. Fiquei feliz por ter conseguido terminar a corrida”, completou Pérez.

Já para Verstappen, a corrida começou de maneira positiva com o piloto pegando a liderança da prova logo na largada. Mas, após o acidente envolvendo os pilotos Zhou, Russell e Albon, a volta foi deletada e a corrida foi iniciada com a formação do grid original.


Em um erro de Sainz, Verstappen assumiu a liderança novamente, mas viu a sua corrida ser atrapalhada ao passar por cima de detritos que danificaram o seu assoalho.


"Um problema crítico significa que o carro já não pode mais andar. Tomei a liderança depois da escapada de Carlos e, algumas curvas depois, acertei um pedaço de carro na linha principal de corrida. Não conseguia virar totalmente para nenhum dos lados. Não tem como fazer isso só na base da força. Tentei encarar de frente. Normalmente esse tipo de coisa explode ou acaba sendo expelido pelo carro, mas desta vez ficou preso no assoalho e destruiu a parte esquerda inteira", afirmou o holandês.

"O carro estava se despedaçando nas curvas. Ainda consegui terminar em sétimo com o carro nestas condições foi bom", finalizou.

O chefe da Red Bull, Christian Horner, ainda afirmou que o grande acidente do início da corrida também prejudicou a estratégia de Verstappen.


“Primeiramente, é ótimo ver que Zhou e Albon estão bem depois daquilo. Foi horroroso, um acidente logo na largada daquele jeito. Para Max, uma pena, porque largou muito bem, mas veio a bandeira vermelha que apagou aquilo e ainda mudou as estratégias. Mas tivemos bom ritmo hoje, sim”, disse.

Horner ainda afirmou que o detrito que prejudicou Max foi um pedaço do assoalho do carro de Tsunoda que colidiu com seu companheiro de equipe, Pierre Gasly, durante uma disputa por posições na volta 12. O chefe da equipe ainda destacou a performance de Verstappen.


“Max começou a abrir na liderança, mas aí acertou detritos na pista e ficou cheio de danos embaixo do carro, isso fez perder metade do downforce no assoalho. E foi ficando pior. A ponto da gente disputar com Aston Martin e Haas. Aí veio o safety-car, pusemos pneus macios nele e ele lutou como um leão. Esse sétimo lugar pode fazer a diferença lá na frente”, seguiu.

Sobre Pérez, Horner falou ao respeito do “grande trabalho” do mexicano, lamentou falta de um pódio duplo para a equipe e minimizou os pontos de vantagem tirados pela Ferrari.


“Pérez também fez um grande trabalho, saiu lá do fundo e foi ao pódio, resultado incrível. Tivemos um bom carro. Frustrante não termos um pódio duplo. Feliz também pela vitória do Sainz. Charles tirou 6 pontos de Max, a Ferrari nos tirou um pouco mais, mas não foi tão ruim assim”, finalizou.

Com o resultado da corrida, a Red Bull foi para 328 pontos, seguida pela Ferrari com 265 e a Mercedes com 204 pontos no Campeonato de Construtores. No Campeonato de Pilotos, Verstappen continua liderando com 181 pontos, Perez vem em segundo lugar com 147 e Leclerc em terceiro com 138.











Comments


bottom of page