top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Relembrando a temporada de Lewis Hamilton e George Russell até o momento

Com o Summer Break finalizado e o início da metade final da temporada, temos aqui um pouco a respeito de como foi a primeira parte de 2022 dos pilotos da Mercedes.


Por: Anne Aguiar, Setorista.


Foto: Divulgação/Mercedes AMG F1

Logo na primeira corrida, já existiam indícios de que a equipe teria um pouco mais de trabalho com o novo regulamento e um carro um tanto quanto ousado.


Embora Lewis Hamilton tenha começado o campeonato com um terceiro lugar, o carro já se mostrava difícil de guiar e, assim, vieram os altos e baixos que colocaram a prova o desempenho do heptacampeão após passar por muitas dificuldades com seu monoposto. Hamilton teve que superar vários problemas, ficando até fora da zona de pontuação no Grande Prêmio da Emilia-Romagna. Porém, apesar de ter vindo de um fim de ano difícil com o ocorrido em Abu Dhabi, o pai de Roscoe tem se mostrado muito focado e na busca incessante para conseguir, junto de todos em Brackley, dar a volta por cima e colocar a Mercedes de volta ao topo, onde esteve nos últimos oito anos. Com isso, nos últimos cinco GPs disputados, o piloto 44 se mostrou mais confiante diante das adversidades com o carro, conseguindo assim subir no pódio as cinco vezes consecutivas.


Já pelo lado de George Russell - apesar de ter que lidar com os mesmo problemas de Hamilton - as coisas foram um pouco diferentes, visto que ele conseguiu ficar na frente do seu parceiro algumas vezes ao longo da temporada e foi apelidado de Mr.Consistency (Senhor Consistência) por ser um dos pilotos a ficar entre os cinco colocados mais vezes na temporada. Ao todo, George conquistou cinco pódios e os últimos dois foram ao lado de seu companheiro de equipe, com o qual tem 12 pontos de diferença a favor no Mundial de Pilotos.


Depois de lutar para conseguir extrair o máximo de desempenho do W13, é certo afirmar que a equipe alemã vem em uma incrível crescente em 2022, além de ter uma ótima confiabilidade. Portanto, é de se esperar que venham para brigar por vitórias nesta segunda metade de ano.


A próxima corrida já é neste fim de semana, no GP da Bélgica, seguido por mais dois finais de semana de race week, com os GPs da Holanda e da Itália.


Commentaires


bottom of page