top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Schumacher e Giovinazzi disputam a segunda vaga na Haas

Com o GP dos Estados Unidos se aproximando, muitas especulações se iniciam sobre quem ficará com a segunda vaga na Haas. A equipe americana confirmou que Giovinazzi correrá no TL1, criando um duelo na pista.


Por: Giselly Horta, Setorista.


Foto: Divulgação/Haas F1 Team

A Haas convocou uma coletiva especial para o GP dos Estados Unidos, que ocorrerá no próximo dia 20. Esta notícia fez com que alguns palpites fossem levantados sobre a temática da mesma, já que a equipe não divulgou quem irá participar.


O que se espera é que o time anuncie em solo americano quem ocupará a segunda vaga na escuderia, já que a equipe tem confirmado Kevin Magnussen em um dos assentos.


Mick Schumacher, segundo piloto na atual temporada, tem seu posto em jogo. Mas, o que se pode dizer, é que as coisas estão favoráveis para o jovem piloto alemão, principalmente quando seus últimos resultados são observados - nos quais superou seu companheiro de equipe três vezes nas últimas cinco corridas. Assim, os pontos que Schumacher anda conquistando no campeonato tem possibilitado a de Haas ter um novo olhar sobre ele e sobre a estabilidade que tanto se esperava do piloto.


"Absolutamente, se você está trabalhando com alguém por dois anos, isso é uma vantagem. O titular sempre tem a vantagem, é uma vantagem em casa", disse Steiner no Japão.

Apesar dos avanços na relação entre Mick Schumacher e a Haas, a Ferrari - que é fornecedora da equipe americana - tem dado menos apoio ao piloto alemão e apoiado mais a candidatura do italiano Giovinazzi. Desta forma, Antonio tem se tornando o nome mais forte nessa disputa, deixando um pouco para trás Nico Hulkenberg - que faz questão de um salário de acordo - e Pietro Fittipaldi visto que, segundo Steiner, prefere um piloto com mais experiência. Assim, a briga pela vaga fica entre Giovinazzi, que é piloto reserva, e Mick.


O chefe da equipe ainda pontuou a importância do segundo piloto ser alguém já habituado com a escuderia:


"Se você pode ter alguém com quem você trabalha por dois anos, é melhor do que trazer alguém novo, porque como eu sempre disse, você não tem tempo para aprender. É por isso que trouxemos Kevin de volta também, porque ele estava aqui. Ele ficou fora um ano, mas conhecia todo mundo e isso é sempre uma vantagem quando você começa de algum lugar."

No GP dos Estados Unidos, Giovinazzi e Schumacher travarão um duelo particular, já que o piloto italiano ocupará o lugar de Magnussen no primeiro treino livre e quem estará na outra Haas será Schumacher. Ou seja, os dois pilotos vão poder lutar no traçado por essa vaga.



Comments


bottom of page