top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Sergio Pérez, o rei das ruas

O piloto mexicano venceu a primeira Sprint Race do ano superando o seu companheiro de equipe Max Verstappen e o pole position da prova Charles Leclerc.


Por: Jamile Salomão, Setorista.


Foto: Reprodução/Red Bull Content Pool

O GP do Azerbaijão está sendo modelo de teste para o novo formato da Sprint Race que acontecerá mais cinco vezes durante o Campeonato Mundial. Com apenas um Treino Livre ocorrendo na sexta-feira antes da tradicional qualificação para a corrida de domingo, os pilotos deram tudo de si para seguirem até o Q3 e garantirem as melhores posições no grid de largada.


Sergio Pérez ficou com o terceiro lugar na sessão de livres atrás de Charles Leclerc e seu companheiro de equipe Max Verstappen, que levou o melhor tempo reafirmando a soberania da escuderia taurina.


Não é segredo para ninguém que Checo sempre mostrou dominância em circuitos de rua - o mexicano já havia vencido em Baku no ano de 2020, além de Mônaco em 2022. As expectativas para a corrida rápida eram altas, visto que a diferença de pontos com o holandês ainda são poucas e Pérez não esconde a vontade de superar seu colega.


O piloto demonstrou firmeza na pilotagem já na classificação da Sprint que aconteceu na manhã deste sábado (29), quando conseguiu ficar em P2 atrás do carro 16 da Ferrari. A corrida rápida, segunda atividade de pista de hoje, começou com uma boa largada do mexicano que manteve-se atrás de Leclerc nas primeiras curvas.


Um incidente ocasionado por Yuki Tsunoda fez com que a bandeira amarela fosse erguida e a entrada do Virtual Safety Car, necessária, dando assim oportunidade de revisão de estratégia por parte da Red Bull Racing. Charles não aguentou a pressão feita por Sergio logo após a retomada da prova e acabou sendo ultrapassado na curva 1. O monegasco conseguiu aguentar algumas voltas com o DRS, mas logo acabou se distanciando do bólido taurino enquanto defendia sua posição de Max.


A Sprint seguiu muito tranquila para Checo, que abriu larga vantagem sobre o segundo colocado e manteve constância até cruzar a linha de chegada. Apesar de não influenciar a corrida principal de domingo, os oito pontos conquistados pelo mexicano o aproximam de seu rival e companheiro na briga pelo título de 2023.









Comments


bottom of page