top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Stock Car

Inspirada na Nascar, a maior categoria do automobilismo nacional teve sua corrida inaugural no dia 22 de abril de 1979, no autódromo de Tarumã, na cidade de Viamão, no Rio Grande do Sul.


Por: Alini Chaves, Setorista.


Foto: Reprodução/Duda Bairros

A partir daí, a categoria começou a crescer ao longo dos anos, tendo grande aceitação por parte do público, com direito a corridas nacionais e internacionais como em Estoril, Portugal nos anos 80.


A Stock chegou a ter um enfraquecimento nos anos 2000, após o fim da era dos Opalas. As coisas melhoraram para a categoria em 2010 com a exposição na TV e a chegada de grandes pilotos.


Como todas as categorias do automobilismo, a Stock Car evoluiu muito durante os anos e os carros acompanharam essa evolução. Hoje em dia, são utilizados dois modelos de carro, o Cruze (Chevrolet) e o Corolla (Toyota).


“Iguais” entre si, apresentam o mesmo tipo de chassi, motor e pneu, com diferenças na pintura e na lataria. Os carros contam com mais de 15 mil peças, todas certificadas para garantir que estão dentro dos padrões de qualidade como medida de segurança.


Atualmente a categoria conta com 17 equipes, 32 pilotos e 12 etapas divididas em quatro estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Rio Grande do Sul) mais o Distrito Federal.


A pontuação é diferente em etapas especiais, como a Corrida de Duplas, e etapas padrão. Todos os pilotos, do primeiro ao vigésimo lugar, pontuam – exceção à segunda corrida na categoria especial, em que a pontuação só vale até o 12º lugar.


Os pontos conquistados são somados ao fim da temporada para conhecermos o piloto e a equipe campeões da Stock Car. Ao longo da história da categoria, 19 pilotos diferentes já conquistaram o título, tendo Ingo Hoffmann como maior vencedor com 12 títulos e tendo como o último ganhador o piloto Gabriel Casagrande.






Comments


bottom of page