top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Verstappen conquista bicampeonato mundial antecipadamente em Suzuka

O piloto da Red Bull Racing foi dominante mais uma vez, venceu a corrida no Japão e confirmou a conquista do bicampeonato mundial antecipadamente.


Por: Alini Chaves, Setorista.


Foto: Reprodução/Red Bull Content Pool

Na madrugada do último domingo (09), Max Verstappen conquistou o bicampeonato após vencer com sobra a corrida no Japão e não poder mais ser alcançado matematicamente depois de uma punição dada ao até então vice-líder do campeonato, Charles Leclerc.


O dia amanheceu sob forte chuva em Suzuka conforme o previsto. Sem a obrigatoriedade de utilizar os pneus de chuva pesada, todos os pilotos saíram com os pneus intermediários.


Durante a largada, Verstappen e Leclerc chegaram a ficar lado a lado na primeira curva, porém o piloto da RBR levou a melhor e manteve a primeira posição. Com uma pista extremamente molhada, pneus intermediários e uma visibilidade extremamente baixa, dois carros precisaram abandonar a corrida. Foi então acionada a bandeira amarela e logo depois, a bandeira vermelha.


Somente após 2h07 os pilotos retornaram para a pista e, obrigatoriamente, precisaram utilizar os pneus de chuva pesada para a corrida que teria 40 minutos cronometrados de duração e a largada feita em movimento atrás do safety car.


Max Verstappen sobrou após a relargada. O piloto da equipe austríaca abriu uma vantagem de mais de 27s para o piloto monegasco e conquistou sua 12ª vitória da temporada. Depois da bandeirada, ainda havia a dúvida se os pontos seriam distribuídos de forma integral ou se haveria a redução da pontuação pela metade, pois a corrida não havia sido feita em sua totalidade - o que posteriormente foi confirmado pela FIA, pois segundo o regulamento, a corrida não foi interrompida, assim valendo a totalidade dos pontos.


Na entrevista oficial pós-corrida - antes de saber que havia vencido o campeonato mundial - Verstappen comemorou ter havido corrida, falou sobre sua vitória e exaltou o desempenho do seu carro.


“Muito feliz em correr aqui no final. Estava chovendo muito forte e estava muito difícil para nós pilotarmos. Felizmente nós conseguimos fazer um número bom de voltas. O carro estava voando. Feliz em vencer aqui e feliz de ver que os fãs ficaram até o final”, comemorou Max.

“Estou feliz que tivemos uma corrida. Sair daqui sem uma corrida seria terrível. Seria legal vencer o título aqui, mas nós temos uma nova chance na próxima corrida”, disse o holandês.

Mas alheia à corrida de Verstappen, Charles Leclerc e Sergio Pérez travaram uma batalha durante a corrida. Os dois pilotos que lutavam, não só pela vice-liderança da corrida, mas também pela vice liderança do campeonato, foram decisivos para o triunfo de Max ainda naquele final de semana.


Ao tentar se defender de Pérez, Leclerc acabou saindo da pista e segundo os comissários, por mais que não tenha ganhado uma posição ao escapar dos limites, Leclerc sustentou uma "vantagem duradoura” e foi punido com 5s.


Depois da confirmação da punição de Leclerc, Verstappen foi avisado que conquistou o bicampeonato durante as entrevistas pós-corrida, sendo pego totalmente de surpresa.


“O que eu posso dizer? Incrível! Muito especial fazer isso aqui em frente da torcida japonesa e na casa da Honda."

“É maluco. Muitas emoções misturadas é claro, venci a corrida, mas olhando para trás agora vencendo o campeonato também. Que ano tivemos, tem sido incrível. É algo que nunca poderíamos imaginar depois de brigar até o final do ano passado e depois ter um bom carro este ano. Sou muito grato a todos que contribuíram para este sucesso não só aqui, mas também na fábrica, que está trabalhando a todo vapor”, celebrou o piloto.

O holandês ainda falou sobre a sensação de conquistar o bicampeonato e falou sobre o Campeonato de Construtores.


“O primeiro é mais emocionante, mas o segundo é ainda mais bonito. Com a temporada que tivemos, todo o trabalho em equipe, e estamos liderando o Mundial de Construtores. Queremos focar nisso e garantir isso. Tem sido muito especial e acho que é algo que você precisa se lembrar, porque esse tipo de ano não acontece com muita frequência”, concluiu o bicampeão mundial.

O piloto da Red Bull conquistou o campeonato com quatro corridas de antecipação, saindo do Japão com 113 pontos de vantagem no campeonato, contra os 112 que serão disputados na reta final da temporada.


















Comments


bottom of page