top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

Em Singapura, Carlos Sainz aproveita a Red Bull fora da briga e conquista a pole

Entre batidas e eliminações surpreendentes, o espanhol da Ferrari larga com vista livre pela segunda vez consecutiva na temporada.


Por: Júlia Arruda, Setorista.


Foto: Divulgação/Scuderia Ferrari

Q1 - Batida violenta e susto para o canadense


O começo do treino classificatório seguiu sem novidades com Lando Norris, Max Verstappen, Charles Leclerc e Carlos Sainz trocando constantemente de posições no topo do grid, apesar do tráfego constante. O que chamou a atenção, inclusive, foi a presença de Yuki Tsunoda, Nico Hulkenberg e Kevin Magnussen saindo da zona de eliminação para o pódio, trazendo uma agradável zebra para a primeira parte do quali.


Contudo, o que verdadeiramente surpreendeu foi uma forte batida de Lance Stroll ao final do cronômetro, causando uma bandeira vermelha e a paralisação da sessão por mais de meia hora.


O piloto já vinha demonstrando dificuldades com o carro, mas tudo piorou quando rodou violentamente na entrada da reta e bateu forte no muro, destruindo a frente de seu carro e chegando até a soltar sua roda dianteira esquerda. Apesar do forte impacto, o canadense está bem. Ele saiu sozinho do monoposto e foi liberado rapidamente do centro médico.


Eliminados: Valtteri Bottas (16º), Oscar Piastri (17º), Logan Sargeant (18º), Guanyu Zhou (19º) e Lance Stroll (20º).


Q2 - Problemas no paraíso


A segunda parte do treino classificatório iniciou-se com atraso devido à remoção do carro de Stroll e reconstrução da barreira, mas logo os carros foram para a pista e iniciaram suas voltas rápidas. Verstappen foi o primeiro a abrir volta, mas teve que dividi-la com Magnussen, Sainz e Alonso. Pouco tempo depois, a primeira posição foi tomada por Russell já em sua primeira tentativa.


A Red Bull, que andava parcialmente sumida no final de semana, teve seu drama agravado no fim da segunda parte do quali. Pérez, que não vinha fazendo voltas promissoras, rodou e não conseguiu melhorar o seu tempo, ficando em 13º lugar. Já Verstappen, que reclamou muitas vezes no rádio de problemas em seu carro, melhorou pouquíssimos segundos em sua volta final, ficando na zona de corte.


A questão é que o holandês não contava com o coelho na cartola de Liam Lawson. O piloto reserva da AlphaTauri tirou leite de pedra e avançou ao Q3 pela primeira vez. Desde o GP da Rússia de 2018, a RBR não via seus dois pilotos fora da briga pela pole.


Junto com o resultado negativo, Verstappen ficou sob três investigações por atrapalhar Tsunoda e Sargeant, além de bloquear a saída do pitlane. Porém, nenhuma punição foi aplicada e o piloto foi apenas advertido.


Eliminados: Max Verstappen (11º), Pierre Gasly (12º), Sergio Pérez (13º), Alexander Albon (14º) e Yuki Tsunoda (15º).


Q3 - Espanha na liderança


Finalizando a terceira e última parte do treino classificatório, Carlos Sainz superou seu companheiro de equipe Charles Leclerc e bateu uma boa volta de Lando Norris, conquistando a pole com 1m30s984.


O espanhol até correu o risco de ser superado por outros pilotos por não ter melhorado seu tempo enquanto os rivais estavam nos boxes, mas nenhum outro foi rápido o suficiente e ele manteve seu lugar no topo.


Concretizando a boa fase da Ferrari, Sainz larga em primeiro lugar pela segunda vez consecutiva na temporada, tendo conquistado o P1 na Itália e em Singapura.


Grid de largada provisório


  1. Carlos Sainz

  2. George Russell

  3. Charles Leclerc

  4. Lando Norris

  5. Lewis Hamilton

  6. Kevin Magnussen

  7. Fernando Alonso

  8. Esteban Ocon

  9. Nico Hulkenberg

  10. Liam Lawson

  11. Max Verstappen

  12. Pierre Gasly

  13. Sergio Pérez

  14. Alexander Albon

  15. Yuki Tsunoda

  16. Valtteri Bottas

  17. Oscar Piastri

  18. Logan Sargeant

  19. Guanyu Zhou

  20. Lance Stroll












コメント


bottom of page