top of page
  • Foto do escritorBatom Na Pista

"É tudo sobre dinheiro", diz Andretti a respeito da negatividade das equipes de F1

Michael Andretti apontou a ganância como o motivo para os times não quererem mais uma escuderia no grid.


Por: Mel Ribeiro, Setorista.


Foto: Reprodução/IndyCar

Recentemente, tanto a Andretti quanto a Cadillac anunciaram a sua parceria com o intuito de formar uma equipe capaz de ingressar na Fórmula 1. Contudo, embora Mohammed Ben Sulayem - presidente da FIA - tenha se mostrado bastante contente com a notícia, os chefes dos times atuais não compartilham do mesmo sentimento.


Em conversa com a Forbes, o estadunidense disse que a questão trata-se de "ganância" e levantou que não há dúvidas sobre o principal motivo da batalha política.


"É tudo sobre dinheiro. Primeiro, eles acham que vão perder um décimo de seu prêmio em dinheiro, mas também ficam muito gananciosos pensando que também levaremos todos os patrocinadores americanos. É tudo sobre ganância e olhar para si mesmos e não olhar para o que é melhor para o crescimento geral da categoria.”

“Não estou surpreso (com a insatisfação das equipes). Na F1, os donos cuidam de si mesmos; não o que é melhor para a categoria. Essa é a diferença entre a posição do presidente Mohammed e a posição do dono da equipe. O presidente Mohammed está olhando para o futuro do esporte. Mohammed entende. Ele é um piloto e entende que a categoria precisa ter mais uma ou duas equipes. É um campeonato da FIA e detém a maioria das cartas para obter a manifestação de interesse", acrescentou Michael.

Ademais, o ex-piloto comentou ter ficado animado com a negatividade:


“Você tem que manter o foco em seu trabalho e não ouvir os pessimistas. Na verdade, eu uso os pessimistas como motivação. É sempre divertido calá-los.”


Comments


bottom of page